Arquivo da tag: roda de funk

1º Festival Cultural Fala Favela

cartaz internet

O Curso de Formação de Agentes Culturais Populares, que está sendo desenvolvido na UFF/Niterói, formará no mês de Novembro sua primeira turma.

O Projeto estimula a formação e consolidação de redes que articulem as iniciativas culturais desenvolvidas nas favelas, com a intenção de criar condições para a produção e fruição de bens culturais em espaços populares, com base numa lógica inclusiva, respeitando a diversidade e pluralidade da cultura popular.

O objetivo é qualificar/capacitar 30 agentes culturais através do curso de formação, que combina momentos de estudo de teorias e troca de experiências práticas, com a perspectiva de contribuir na construção de alternativas de geração de emprego e renda para os moradores dos espaços populares;

Nesta etapa final os alunos irão realizar com os educandos do curso o festival “Fala Favela” na UFF para fomentar e divulgar as produções culturais das favelas, através de concursos, mostras, palestras, exposições, etc….

Contamos com a presença de todos!

Data: 19/11

Hora: à partir das 9:00 hs (manhã)

Local: UFF/Niterói – Campus Gragoatá (Praça São Domingos)

Entrada Franca

Maiores Informações: http://culturanauff.blogspot.com/

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

União: temos que continuar acreditando nela!

Panfleto VOTACAO alerj INTERNET

Na última terça-feira, 25 de agosto, o Funk pôde mostrar a força que tem, levando ao plenário legislativo do Rio de Janeiro um número bastante significativo pra uma audiência pública: cerca de 600 pessoas compareceram na ALERJ às 10 horas da manhã pra acompanhar esse momento histórico.

O Funk conseguiu unir, no mesmo dia e hora, não só os trabalhadores como os empresários do Funk, movimentos sociais e estudantis, partidos de direita e de esquerda, além de Executivo e Legislativo.

Agora, na próxima terça-feira, 1º de setembro, serão votados dois projetos de lei que defendemos. Um projeto pretende revogar a lei 5265, que dificulta a realização dos bailes no Rio de janeiro. O outro é uma lei que faz com que o Estado reconheça o Funk como movimento cultural.

Temos vários motivos para acreditar que uma verdadeira multidão se aproximará da AJERJ pra acompanhar em clima de copa do mundo esse momento importante pra cultura carioca. Dessa vez o horário da votação vai ajudar bastante: 18h30. E um pouco antes, às 16h30, vamos fazer uma RODA DE FUNK na escadaria da ALERJ, que vai ajudar a divulgar a audiência pra quem estiver passando.

Agora eu vou dar mais um motivo para todos que ainda não se decidiram, ai vai:

GRANDE BAILE DA VITÓRIA NO CIRCO VOADOR, TOTALMENTE GRATIS!

É isso mesmo, assim que estiver acabada a votação faremos uma grande marcha em direção à Lapa, pra comemorar em um único ambiente.

É esse espírito de união que temos que preservar, pois é ele que irá nos dar força pra exigir que os direitos que conquistamos sejam respeitados.

Então, pra finalizar, vamos reforçar dia e hora:

DIA 01/09/09, TERÇA-FEIRA, GRANDE CONCENTRAÇÂO NA ESCADARIA DA ALERJ APARTIR DÀS 16H.

PALACIO TIRADENTES, NA PRAÇA 15, EM FRENTE AO EDIFICIO GARAGEM.

MC LEONARDO

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Roda de Funk na Cidade de Deus

texto por Claudia Duarcha do site Funk de Raiz. Confira as fotos do evento no site : www.funkderaiz.com.br

O processo de ocupação na Cidade de Deus, começou em Novembro/2008, na época as manchetes noticiavam:

“PM pretende dar um choque de ordem na favela. A ação tem como objetivo acabar com sete pontos de venda de drogas, além de coibir o sinal pirata de TV por assinatura e a venda ilegal de botijões de gás”.

De lá para cá muita coisa aconteceu, outros objetivos foram implantados e os moradores têm passado por todos os tipos de situações.

CDD, um dos maiores celeiros musicais do Rio de Janeiro vive hoje um momento de grande tristeza. Seus profissionais tem enfrentado represálias, não conseguem trabalhar e até segunda ordem, o Funk está PROIBIDO na comunidade.

Lutando pelos direitos destes profissionais, a APAFUNK tem feito um trabalho cuidadoso de conscientização e informação diante do cenário atual do funk. O senso crítico dos seus componentes é de grande valia, em seus debates e eventos, é divulgada a lei que reconhece o funk como cultura, a importância do funk dentro das comunidades como meio de comunicação, informação e transformação, além de criar espaços alternativos a todos os profissionais que não conseguem divulgar seus trabalhos e ficam a margem do movimento, por não se enquadrarem ao “perfil” imposto pela mídia.

Em quase 1 ano de existência, a APAFUNK vem colecionando muitas vitórias e a Cidade de Deus, hoje, faz parte desta realidade. Diante da criminalização e proibição do funk, os integrantes ocuparam a Rua GG, levando muita informação e entretenimento a todos os moradores dos Apês e policiais presentes. Para seus fundadores, este foi um MARCO na história da associação.

Eu, Claudia, saí de lá com uma certeza: “O trabalho é árduo, mas muito gratificante, tendo em vista que atitudes mobilizadoras e pro ativas serão justamente o que sustentará a transformação e trarão resultados compensadores ao movimento. É possível MUDAR o impossível, quando o coletivo está acima do individual”.

Encontro você na próxima Roda de Funk, lá no Morro Santa Marta!.

Agradecimentos especiais: Fran, Fu da Bacardi, Bonde do Vinho, Jr, Leonardo, Markinhos, Beto, Tiana, Pingo, Liano, Zeu, Mano Teko, Lasca, Vinícius, Wandinho, Piri, Tojão, Orlando Zaccone, Adriana Facina e Guilherme Pimentel.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Funk na Central, sucesso total!

Bom, primeiramente eu quero dizer que estou muito feliz com a roda de Funk da última quinta-feira (09/04), pois todos os objetivos foram alcançados. Objetivo número 1: Informar a todos que passassem pelo local o que está acontecendo com o movimento Funk em nosso estado, através de som e panfletagem. Resultado: Mais de mil pessoas fizeram uma roda no meio da rua para poder nos ouvir e quatro mil panfletos se foram em uma hora.

Objetivo número 2: Adquirir experiência em um espaço menor, com um som não muito potente para poder fazer a roda de funk nos lugares onde planejamos, como na Cinelândia.

Resultado: Constatamos que, infelizmente, não iremos mais poder fazer a roda sem corda, pois ela se fecha com muita rapidez. Sabemos a importância de uma grande faixa informativa que mostra a quem esteja bem longe da gente o que estamos fazendo.

Objetivo número 3: Reunir os movimentos que estão apoiando o “Movimento Funk é Cultura” e mostrar a eles que a Associação dos Profissionais e Amigos do Funk (APAFUNK) está liderando esse movimento e está disposta a ir pra rua defender sua causa e que precisa de experiência pra isso.

Resultado: Fazia tempo que eu não via tanta gente ligada a tanto movimento diferente em um encontro com a APAFUNK, bom eu não vou falar o nome de ninguém aqui por que não sou maluco, pois certamente irei esquecer, mas a instituições acho que consigo. MST, o pessoal dos mandatos dos Deputados Marcelo Freixo (estadual) e Chico Alencar (federal), do mandato do Vereador Eliomar Coelho, Sub Secretaria de Cultura de Belford roxo, Fórum de manguinhos, Revista Vírus Planetário, movimento Direito pra quem (DPQ), DCE UERJ,a galera do Observatório da industria Cultural,coletivos hip-hop, Lutarmada e Visão da Favela Brasil e a Rede da Favela da Maré. Além de professores e intelectuais que foram conferir de perto nossa luta, tivemos a honra de receber na nossa roda de Funk, o Musico Marcelo Yuka, eu falei que não ia dizer o nome de ninguém, mas o nome do Marcelo Yuka pra gente hoje, já é uma instituição. Mas o pior é que eu tenho certeza que estou esquecendo alguma instituição.

Em breve, colocaremos fotos aqui.

Bom gente, por enquanto é só. Temos muito mais objetivos, muitos mais resultados, muita coisa pra mudar, melhorar, mas isso vai ficar pra reunião que faremos em breve. Aguardem as cenas dos próximos capítulos…

Mc Leonardo

Presidente da APAFUNK

mcleonardo@carosamigos.com.br

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized